By

XXI Domingo Tempo Comum

Resumo dos Comentários de Mons. João Scognamiglio Clá Dias, no Inédito Sobre os Evangelhos.

“Então haverá últimos que serão os primeiros, e primeiros que serão os últimos”.

Surpreendente será essa inversão de valores, por isso, não devemos jamais nos sentir seguros devido às nossas qualidades, nem pelas graças recebidas, menos ainda pela riqueza que possa estar em nossas mãos. É preciso servir a Deus com ardor e entusiasmo entrando pela “porta estreita”, que bem poderá ser Maria Santíssima. Não é sem razão que a Ela foi dado o título de Porta do Céu.

Estreita porque exige de nós uma confiança robusta em sua proteção maternal. Invoquemo-La em todas as tentações e dificuldades a fim de comprovarmos a irrefutável realidade de quanto “jamais se ouviu dizer que algum daqueles que tem recorrido a sua proteção maternal, implorado sua assistência, reclamado o seu socorro fosse por Ela desamparado”. E, ao chegarmos ao Céu, rendamos eternas graças aos méritos infinitos de Nosso Senhor e às poderosas súplicas de Maria.

Faça um Comentário!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: