By

Rio Tietê foi palco de procissão fluvial

A calha do Rio Tietê na Capital paulista foi palco de uma procissão fluvial na manhã do dia 12 de outubro em homenagem à Nossa Senhora Aparecida – Padroeira do Brasil. A procissão faz parte do projeto “Tietê Esperança Aparecida”, que tem, além do aspecto religioso, o objetivo de conscientizar a população sobre a importância do trabalho de despoluição e revitalização do rio Tietê.
O projeto “Tietê Esperança Aparecida” foi criado em 2004 pelo Padre Palmiro Carlos Paes, da Paróquia São Luiz Gonzaga, de Pirituba, e é realizado entre os dias 22 de setembro – “Dia do Tietê” – e 12 de outubro – “Dia de Nossa Senhora Aparecida. O programa conta com apoio da Arquidiocese de São Paulo e apoio logístico do DAEE, autarquia vinculada à Secretaria de Saneamento e Obras, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, CET e outros órgãos.

PROCISSÃO FLUVIAL

O programa começou às 6:30 horas no Porto Verão, junto à Barragem da Penha, com alvorada e benção do Rio Tietê, com a da banda dos “Arautos do Evangelho”. Na sequência, o Padre Palmiro desceu o Rio Tietê em barco com motor de popa até a Ponte das Bandeiras, onde se encontrou com o barco Almirante do Lago. A procissão continuou até a ponte do Piqueri, onde foi recebida por milhares de fiéis e Dom Milton Kenan Júnior, bispo da Região Episcopal da Brasilândia.

A imagem seguiu em carreata até a Paróquia de São Luís Gonzaga onde foi rezada missa em homenagem à data. A solenidade contou com a participação da Secretária Estadual de Saneamento e Energia, Dilma Pena.

(Com informação da DAEE – http://www.daee.sp.gov.br)

Faça um Comentário!

%d blogueiros gostam disto: