By

As Missas pelo papai

Refere o Pe. Mateo, apóstolo da devoção ao Sagrado Coração de Jesus, que estando na Inglaterra em tempo de muito frio, preparava para a primeira comunhão um grupo de crianças de seis a nove anos.

– Dizei a vossas mamães que estou pregando o reino do Sagrado Coração e que vós haveis de ser seus missionários.

Depois que acabei de pregar, veio uma menininha e disse-me:

– Padre, meu pai nunca vem à igreja. Vou contar à mamãe o que o Sr. nos disse e eu nunca perderei a Missa.

Eu lhes havia pregado sobre o Coração de Jesus e pedido que me ajudassem salvar almas ouvindo uma ou mais Missas.

A menina, chegando a casa, disse à mamãe que todos os dias iria ouvir Missa por seu papai.

– De manhã faz muito frio, filhinha.

– Não faz mal, mamãe, preciso fazer algum sacrifício para salvar a alma de meu papai.

– Bem, faça como quiser.

Três meses depois encontrei-me com a mesma menina.

– Padre, desde então não perdi nem uma Missa. Às vezes fazia muito frio e eu tinha muito sono porque a Missa é tão cedo… Mas o Sr. sabe o que eu digo a Jesus quando o tenho no meu coração? Digo-lhe que vou ouvir Missa e comungar todas as manhãs por meu papai, para pagar o resgate por ele, para estar em seu lugar diante do Santíssimo, a fim de que salve a sua alma. Para isso estou aqui na sagrada mesa, meu bom Jesus.

Criança admirável! Não fiquei sabendo se Jesus lhe atendeu os pedidos; mas não há dúvida que o fará a seu tempo.

Não pode o bom Jesus permanecer surdo a tais pedidos.

(Pe. Francisco Alves: Tesouro de Exemplos)

Faça um Comentário!

%d blogueiros gostam disto: