By

Projeto Famílias: apresentação musical para os pais

 

– Faltam só 2 minutos para começar… Será que eles vêm mesmo? — disse aquele pobre menino, que olhava aflito para o portão da Sede.

– Eles quem? — perguntou um arauto, que acabava de se encontrar com o pequeno.

– Meus pais!!! Eu queria tanto que eles viessem! Mas papai está doente e mamãe não estava se encontrando bem…

– Eles disseram que viriam?

– Sim… Mas não chegaram ainda… E apresentação já vai começar! — disse o pequeno olhando para o relógio —. São quase 15:00 h, e os pais dos outros meninos já estão sentados esperando.

– Calma, fique tranquilo. Se eles prometeram é certo que virão. Reze a Nossa Senhora e aguarde um pouco mais.

– Está bem — respondeu o menino já mais tranquilo. É que eles não conhecem ainda a Casa dos Arautos, e queria que eles vissem como tudo é bonito aqui. É meu terceiro dia no Projeto Futuro e Vida, mas já apreendi tantas coisas! Sobretudo, apreendi a rezar! Isso é o mais importante. E é o que vou fazer agora. Podemos rezar juntos?

– Claro. O que você quer rezar?

– Por enquanto só sei o Pai Nosso e a Ave Maria, mas já estou começando a decorar a Salve Rainha.

– Então, vamos rezar um Pai Nosso e três Ave Marias. Vai bem?

– Ótimo! Mas só isso?

– Não temos muito tempo. A apresentação vai começar em breve. E Nossa Senhora é tão boa que, às vezes, bastam 3 Ave Marias para Ela nos atender de imediato.

– Rezemos logo, então! Pai Nosso… Ave Maria…

[Enquanto está terminando a segunda Ave Maria, tocam os trompetes anunciando o começo da Apresentação].

– Ah, meu Deus! Já começou! E meus pais não vieram ainda! — exclamou o menino.

– Calma, concluamos a nossa oração. Rezemos a última Ave Maria.

– Está bem. Ave Maria… Rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte. Am….. Ah, chegaram! Por fim! — exclamou o filho vendo seus pais, que acabavam de aparecer no portão, enquanto saia ao encontro deles para os abraçar.

– Nossa! — pensou o arauto consigo mesmo —. Nem terminou o Amem e já Nossa Senhora atendeu! Ela nunca falha!

Assim que a família chegou perto de onde ele estava, o arauto os cumprimentou:

– Boa tarde! Salve Maria!

– Boa tarde! — responderam os pais.

– Sejam bem-vindos à nossa casa. Seu filho estava ansioso por sua chegada. Já estava pensando que não viriam — comentou gracejando o arauto.

– Ah, não! Só nos atrasamos um pouco. — respondeu a mãe —. Estávamos desejando muito conhecer este lugar. Só de entrar no portão e atravessar o jardim já se sente que é uma casa de Deus e de Nossa Senhora. Quanta bênção!

– É verdade — acrescentou o pai —. Até parece que eu melhorei da minha doença!

– Papai, mamãe, depois podem conversar à vontade. Mas vamos logo para a apresentação, pois já começou! Creio que está na primeira música.

– Ah, é verdade. Vamos, vamos — disseram os pais.

Sim. Era este o desejo dos muitos meninos que fizeram a mencionada apresentação musical no passado domingo, dia 15 de outubro: que seus pais viessem. E vieram. Para muitos, era a primeira vez que veriam seus filhos num palco para tocar com a flauta uma bela melodia ou para cantar uma linda música. E não quiseram perder esta oportunidade.

De fato, às 15:00 h da tarde, deu início a apresentação musical, onde os participantes dos Projeto puderam demonstrar seus conhecimentos e talentos musicais, tocando para seus pais 3 músicas com flautas. Houve, além do mais, um espetacular solo de percussão, que mereceu um prolongado aplauso da parte dos presentes.

Por último, foram cantadas 2 músicas a Nossa Senhora: Imperatriz e Ó Secret Sublime. Foi talvez o momento mais emotivo da apresentação.

Tendo os meninos demonstrado suas qualidades musicais para os pais, restava agora a estes demonstrar suas qualidades físicas para os filhos. Para isso, houve um animado jogo: uma “inocente Guerra de Nerf”. Pais e filhos tiveram assim a oportunidade de conviver mais um domingo em família. Na realidade, eram muitas famílias convivendo juntas, sob o amparo de Nossa Senhora.

Depois de recobrarem as forças com um generoso lanche, que as próprias mães fizeram, todos se prepararam para a Solene Missa, que em breve, seria celebrada.

Assim, já com Deus Sacramentado no coração e na alma, todas as famílias voltaram para as suas respectivas casas cheias de entusiasmo, por este intenso e alegre dia que já chegava ao seu fim.

 

Faça um Comentário!

%d blogueiros gostam disto: