By

Uma Festa “Julina” diferente

Sob o olhar de Maria Santíssima, começamos o mês de julho num ambiente familiar e de muita alegria. Com efeito, era este o sentimento que inundava os corações das mais de 1.000 pessoas que participaram da nossa Festa “Julina”, ocorrida no 1º de julho, na sede dos Arautos do Evangelho.

Com o intuito de pedir a Deus e a Nossa Senhora que abençoasse a Festa e todas as pessoas que ali estariam, a primeira atividade foi a celebração da Santa Missa, às 18:30 h. Ato contínuo, teve uma procissão com músicas, levando a bandeira de São Pedro e São Paulo, até o centro do local onde teria lugar a Festa. Aí, foi hasteada a mencionada bandeira, a fim de que os Santos abençoassem desde o Alto todas as atividades que em breve se desenrolariam.

Mais de 15 barracas, com imensa variedade de comidas, bebidas e jogos, estiveram à disposição de quem quisesse, para degustação e recreação de todos os participantes. Faziam parte do rico menu, não só os tradicionais pasteis e espetinhos, mas também comidas típicas, como “porco no tacho”, “vaca atolada” ou iaksoba, entre outras muitas.

Como jogos e atividades, houve tiro com arco e flecha, pescaria, tomba-latas, corridas com sacos, etc. Os vencedores eram premiados com diversas prendas e presentes. Não faltou também nem a tradicional fogueira, nem o imponente e meritório “pau de sebo”.

Dezenas de escapulários de Nossa Senhora de Carmo e medalhas milagrosas foram distribuídas aos presentes, como símbolo do perpétuo socorro de Maria na vida de cada um.

A Festa encerrou-se com a apresentação de um espetacular teatro, titulado “O Medalhão da Fidelidade”. Estava ambientado na Idade Média, com músicas e roupas da época. A bonita lição desta apresentação teatral era dar a entender como devemos recorrer a Maria, especialmente nas horas de maior dificuldade, quando tudo parecer perdido. É nessas horas, que Nossa Senhora mostra toda a sua maternal bondade.

E parece ser justamente essa bondade de Maria o que os participantes nesta abençoada Festa “Julina” sentiram. Muitos diziam: “é uma Festa diferente”. Sim, é verdade. Era diferente porque a Virgem das Virgens se fez presente para alegrar a todos, cumulando de paz e esperança os nossos corações de cada um e de cada uma.

2 Responses to Uma Festa “Julina” diferente

  1. Altamyro Cleyton says:

    Parabéns Arautos!! Fidelidade ao Papa, devoção a Maria e a Santíssima Eucaristia e… Muita alegria!! São os Apóstolos dos Últimos Tempos que São Luís fala!!!

  2. Pelas fotos, deu pra ver que a festa foi muito boa… Podiam fazer um vídeo pra gente acompanhar melhor.

Faça um Comentário!