By

Foz do Iguaçu

Alunos da Escola Arautos do Evangelho de Curitiba, Ponta Grossa e Maringá, mais alunos do Projeto Futuro e Vida dessas cidades, uniram-se para um passeio histórico!

Repleto de fortes emoções, foi essa viagem marcada, sobretudo, pelo convívio e benquerença, notas dominantes e características entre os Arautos. O percurso teve início no dia da solenidade da Padroeira do Brasil. Cada conjunto partiu de sua cidade, o encontro na hospedagem foi selado com a Santa Missa em honra aos 300 anos de Nossa Senhora Aparecida.

Read More

By

Simpósio em Maringá

Aproveitando a semana da criança e a festa de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Padroeira do Brasil, alunos da Escola Arautos do Evangelho de Curitiba realizaram um intercâmbio junto aos alunos da Escola de Maringá. E, enquanto à tarde iam a Escola, de manhã tiveram um abençoado Simpósio na sede dos Arautos da nossa cidade.

Read More

By

Os “milagres” dos apóstolos de nossos dias!

As diversas reflexões da Liturgia no Tempo Comum nos remetem aos grandes milagres operados por Nosso Senhor Jesus Cristo durante a Sua existência terrena: curando doentes, expulsando demônios, ressuscitando mortos, enfim, realizando uma quantidade enorme de feitos extraordinários, buscava o Divino Mestre provar os propósitos de Sua vinda e confirmar na Fé os seus débeis seguidores.

Jesus [também] conferiu aos Apóstolos o poder de expulsar os espíritos imundos e o dom de curar os enfermos, para que os homens daquela época dessem crédito à mensagem do Evangelho.

E em nossos dias, qual é a prova da autenticidade da Boa Nova que os evangelizadores devem apresentar ao mundo moderno?

O “milagre” que os autênticos evangelizadores devem fazer é o de anunciar a Jesus Cristo mediante o testemunho de uma vida santa: praticando a virtude, aspirando à santidade e desprezando as solicitações e os ilusórios encantos do mundo. Este, sim, é o milagre capaz de transformar as famílias e a sociedade. (1)

Tendo em vista, principalmente, os feriados de Carnaval, durante os quais o paganismo de nossos dias é exposto com uma rudeza que chega a chocar, eis aí uma boa reflexão que a Frase da Semana propõe a seus leitores. Vamos pedir a Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil que interceda para que tenhamos muitos “milagres” de autêntica fidelidade a Jesus Cristo.

Salve Maria!

_____________________

(1) Arautos do Evangelho. Boletim Informativo Maria Rainha dos Corações. Julho/Agosto de 2010, n. 48 (Editorial).

By

A festa de todos os Santos

Quantos de nós, especialmente brasileiros, brindados por Deus por um senso religioso tão apurado, temos um carinho e devoção por algum Santo ou Santa “preferido”, ou então, uma particular devoção a Nossa Senhora, sob determinada invocação, como por exemplo, Nossa Senhora Aparecida, ou Nossa Senhora de Fátima, para não mencionar outra tantas centenas de devoções populares!

Todas estas, é claro, porque devoções verdadeiras conduzem-nos ao aumento da adoração Àquele que deve ser o fim de todas as nossas ações: Nosso Senhor Jesus Cristo. Sim, caro leitor, temos sempre alguma devoção que nos toca a alma, nos enche de confiança e incrementa a fé em nosso Salvador.

Esta piedade, sentimos vibrar nos corações de uma forma mais viva, quando celebramos a Solenidade de todos os Santos, incluídos aqui, todos os que estão na posse da visão de Deus, no Céu, sejam eles canonizados ou não. E então, procuramos neste dia, prestar-lhes uma homenagem cheia de fé e amor.

Mas poderíamos perguntar: Tal louvor aos Santos acresce alguma coisa a eles? Que proveito eles tiram desta nossa manifestação piedosa, visto que já estão na felicidade completa e de nada carecem, ao contrário da nossa situação, que buscamos a felicidade possível aqui na terra, com vistas àquela no Céu?

Sim, como responde o Doutor melífluo, São Bernardo, “os santos não precisam de nossas homenagens, nem lhes vale nossa devoção. Se veneramos os Santos, sem dúvida nenhuma, o interesse é nosso, não deles. Eu por mim, confesso, ao recordar-me deles, sinto acender-se em mim um desejo veemente” (1).

Qual é caro leitor este desejo veemente que o Santo vê acender-se nele? É o desejo do Céu. São Bernardo fica animado na consideração e devoção aos Santos, pelo exemplo e o convite que eles nos fazem: exemplo de santidade, de amor de Deus; convite para o Céu, o gozo da glória eterna. É por isto que ele nos incita, com estas palavras: “Os santos desejam-nos e não fazemos caso; os justos esperam-nos e esquivamo-nos” (2).

Como é própria, indispensável e santificante, pela graça de Nosso Senhor, a meditação da Solenidade de todos os Santos e a reflexão a propósito desta admoestação do Santo. Quantos equívocos o mundo de hoje nos sugere: em vez de seguirmos o exemplo daqueles que nos precedem na glória do Céu, nos deixamos arrastar, ou ao menos, nos influenciar pelos “modelos” tão discutíveis apresentados nos mais diversos meios, sejam eles formalmente educacionais ou informais, quantos “santos do mundo” enchem as páginas de jornal ou figuram nas telas da comunicação visual, protagonizando uma existência sem Deus, sem moral, sem religião…

Do alto, eles olham, rogam e nos protegem!

Enfim, não percamos tempo. Elevemos nossos olhos, sobretudo nosso coração, na admiração pelos Santos, canonizados ou não, que tiveram o heroísmo e a alegria de alcançar a glória eterna, no atendimento ao Sermão das Bem-aventuranças ensinadas por Nosso Senhor Jesus Cristo (Mt 5, 1-12a).

Como diz Mons. João Clá Dias, enquanto no Céu não chegamos, pelos méritos de Jesus Cristo, pelas lágrimas de Maria e pela intercessão dos Santos, “podemos nos relacionar com essa plêiade de irmãos celestes, membros do mesmo Corpo, por um canal direto muito mais eficiente do que qualquer meio de comunicação moderno: a oração, o amor a Deus e o amor a eles enquanto unidos a Deus. Tenhamos a certeza de que, do alto, eles nos olham com benevolência, rogam por nós e nos protegem”. (3)

Nossa Senhora, Rainha de todos os Santos, rogai por nós!

__________________________

(1) Dos Sermões de São Bernardo, abade. Apressemo-nos ao encontro dos irmãos que nos esperam. In: Liturgia das Horas. 1999: Editora Vozes, Paulinas, Paulus, Editora Ave Maria, v. IV, p. 1421.
(2) Idem, p. 1421.
(3) Mons. João S. Clá Dias, EP. A festa dos irmãos celestes. In: _____. O inédito sobre os Evangelhos. v. VII, Coedição internacional de Città del Vaticano: Libreria Editrice Vaticana, São Paulo: Instituto Lumen Sapientiae, 2013, p. 239.

By

Convite – Tardes Louvor com Maria em Astorga e Maringá

A Associação Arautos do Evangelho promoverá em Astorga e Maringá, no próximo final de semana, Tardes de Louvor com Maria.

Em Astorga o evento será no sábado, dia 26 de outubro, iniciando-se às 14h 30min com a chegada da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima no Trevo da Integrada, de onde partirá em carreata até a Igreja de Nossa Senhora do Rocio. O programa, com início às 15 horas, constará de uma palestra sobre a importância da devoção a Nossa Senhora dentro do Ano da Fé, seguida de uma apresentação musical do Coro e Banda dos Arautos do Evangelho. Logo após haverá imposição de escapulários de Nossa Senhora do Carmo.

Por volta das 18 h a Imagem será transladada para a Igreja Matriz, Santuário de Nossa Senhora Aparecida, onde, às 19h, será celebrada a Santa Missa, transmitida ao vivo pela TV Antares de Arapongas, no final da qual haverá a solene coroação da Imagem de Nossa Senhora de Fátima. Após a Santa Missa a Imagem percorrerá as ruas da cidade em grandiosa procissão luminosa retornando à Igreja Matriz onde os fiéis permanecerão em vigília diante da Imagem até a manhã do dia seguinte.

No domingo, dia 27, a Imagem Peregrina irá de Astorga para Maringá, chegando às 15 horas na Igreja de Nossa Senhora de Guadalupe, situada na Avenida Carlos Correia Borges, 2005, Jardim Itália, local onde se realizará a Tarde de Louvor com Maria. O programa em Maringá será idêntico ao de Astorga, constando de palestra, apresentação musical e imposição de escapulários de Nossa Senhora do Carmo. Às 19 h será celebrada a Santa Missa com solene coroação da Imagem de Senhora de Fátima, encerrando-se com a solene procissão luminosa pelas ruas do bairro.

Em ambas as cidades sacerdotes estarão à disposição dos fiéis durante todo o evento para o atendimento de confissões.

Os Arautos convidam toda a população católica da região a participar dessas tardes de louvor à Santa Mãe de Deus, um momento de paz e de alegria dentro das preocupações da vida de nossos dias.

%d blogueiros gostam disto: