By

Frase da Semana – As dores de Maria

“Quanto a ti, uma espada te traspassará a alma”.

(Lc 2,35)

A Frase da Semana é extraída de um trecho do Evangelho de São Lucas (2, 22-40), proposto pela Liturgia para a meditação dos fiéis no Domingo da Festa da Apresentação do Senhor. Faz parte da Profecia de Simeão, que segundo narra o Evangelho, era “justo e piedoso”, ou seja, um Santo. Depois de aguardar, durante muitos anos, a realização das Promessas do Antigo Testamento, finalmente Simeão pode tomar o Menino Jesus nos braços e agradecer e louvar a Deus. Talvez, depois de São José, tenha sido ele o segundo homem a ter esse privilégio.

Dentro daquele clima de alegria profética, tendo diante de si o Menino que vinha para salvar a humanidade, Simeão, referiu-se à contradição que Ele representava. Dirige, então, à Maria Santíssima uma frase muito misteriosa, coberta de inúmeros significados, quiçá, ela mesma uma frase  que contradizia aquele momento extasiante que estavam vivendo: “uma espada traspassará a tua alma!”.  A este respeito, comenta Monsenhor João Clá Dias, Fundador dos Arautos do Evangelho:

Maria é co-redentora do gê­nero humano. Essa profecia de Simeão, Ela já a conhecia. Mais ainda, estaria gravada em seu espírito até a ressurreição de Jesus. Ela é a Rainha dos Mártires e, desde a Anunciação, sofreria com Cristo, por Cristo e em Cristo. (1)

Nossa Senhora das Dores,
Igreja de São Jorge, Vigoleno, Itália

E este sofrimento, Maria Santíssima haveria de suportá-lo até o fim: diante da Cruz, Ela estava de pé! E como esta Frase da Semana pode servir de guia para nossa vida espiritual? Certamente, também nós teremos que enfrentar inúmeros sofrimentos durante nossa vida, até que chegue o momento glorioso de irmos para o Céu. Portanto, devemos imitar Maria Santíssima, como comenta Monsenhor João Clá:

“Nós somos convidados neste trecho do Evangelho a dar um caráter de holocausto às dores que nos forem permitidas pela Providência. Tenhamos amor às cruzes que nos cabem, unindo-nos a Jesus e a Maria nessa grandiosa cena da apresentação.” (2)

Nossa Senhora, Mãe de todas as dores, rogai por nós!

Salve Maria!

______________________

(1) Mons. João Clá Dias, EP. Apresentação do Senhor. Revista Arautos do Evangelho n. 2, Fev/2002, pág. 13 a 17. Disponível em: http://www.arautos.org/especial/16222/A-apresentacao-do-Menino-Jesus-e-a-apresentacao-de-Maria-Virgem.html
(2) Idem, ibidem.

 

Faça um Comentário!