By

Revista Arautos em Foco – Novembro 2013

Resenha Mensal

da Revista

Arautos do Evangelho

 N. 143

Novembro 2013

Capa: Arautos do setor feminino conduzem a imagem de Nossa Senhora Aparecida ao altar-mor do Santuário durante a V Peregrinação Nacional do Apostolado do Oratório.

Foto: Leandro Souza

“Num ambiente de muita piedade e alegria”, foi realizada, no dia 14 de Setembro a V Peregrinação Nacional a Aparecida, promovida pelo Apostolado do Oratório Maria Rainha dos Corações. Na ocasião, 11 mil participantes lotaram a Basílica Nacional de Aparecida, “onde puderam depositar seus pedidos aos pés da Virgem Mãe Aparecida e agradecer-Lhe os incontáveis favores recebidos”. Este é o destaque da capa da Revista Arautos do Evangelho n. 143, do mês de Novembro de 2013. A matéria completa sobre a V Peregrinação encontra-se a partir da página 26.

Por sua vez, o Editorial aborda a consonância que deve haver entre o “zelo operativo…sem deixar de ter as vistas e o coração postos no sobrenatural”, o que justamente caracteriza toda a atuação dos Arautos do Evangelho, no Brasil e no mundo.

A Voz do Papa deste mês traz excertos do Discurso, proferido pelo Papa em 27/09/2013 aos catequistas vindos a Roma em peregrinação, por ocasião do Ano da Fé e do Congresso Internacional de Catequese. Nesse discurso, Francisco lembra que o “catequista tem a maravilhosa missão de educar na Fé, e deve exercê-la recomeçando de Cristo”. O Pontífice manifesta o seu contentamento de que “haja, no Ano da Fé, este encontro para vós: a catequese constitui uma coluna para a educação da Fé, e são precisos bons catequistas!”.

No Comentário ao Evangelho de Mateus 5, 1-12ª, que a Liturgia apresenta para a Solenidade de Todos os Santos, o Monsenhor João Scognamiglio Clá Dias, EP, Fundador dos Arautos do Evangelho, lembra que nesta Solenidade, a “Igreja nos convida a ver com esperança nossos irmãos celestes, como estímulo para percorrermos por inteiro o caminho iniciado com o Batismo e atingirmos a plena felicidade na glória da visão beatífica”. Muito oportunamente, lembra ainda Monsenhor que “Santos são todos os que fazem parte do Corpo Místico de Cristo, não só os que conquistaram a glória celeste”. Em seu artigo, o Monsenhor João Clá estimula todos a pedir a intercessão de todos os santos “a fim de um dia nos encontrarmos em sua companhia no Céu. Enquanto lá não chegarmos, podemos nos relacionar com essa enorme plêiade de irmãos celestes, membros do mesmo Corpo [Místico], por um canal direto muito mais eficiente do que qualquer meio de comunicação moderno: a oração, o amor a Deus e o amor a eles enquanto unidos a Deus. Tenhamos a certeza de que, do alto, eles nos olham com benevolência, rogam por nós e nos protegem”.

Continuando a abordagem de aspectos da vida de Dona Lucilia Ribeiro dos Santos Corrêa de Oliveira, o número de Novembro, traz artigo intitulado “O calor dessa bondade” em que destaca que a bondade de Dona Lucilia não se restringia a seu ambiente doméstico, mas se estendia a todos os que com ela tivessem contato. Sobre essa calorosa bondade, declarou um sobrinho: “Tia Lucilia ficou marcada para mim a vida inteira como uma santa… Porque uma tão grande bondade ficou como que impregnada em mim, e até hoje ainda sinto o calor dessa bondade”. Vale a pena conferir este belo artigo, a partir da página 18.

 O Diácono Flávio Roberto Lorenzato Fugyama, EP em seu artigo intitulado Jesus se oculta nos superiores, ao narrar um surpreendente fato havido com o Beato Stefano Bellesini no momento de seu sepultamento, trata da grandeza da virtude da obediência “em aras da qual as almas consagradas imolam aquilo que têm de mais precioso: a própria vontade”. Dessa magnífica “virtude da obediência deram-nos o mais sublime exemplo Jesus e Maria”, como descreve São Paulo: “Sendo Ele [Cristo] de condição divina, não Se prevaleceu de sua igualdade com Deus, mas aniquilou-se a Si mesmo, assumindo a condição de escravo … tornando-Se obediente até a morte, e morte de Cruz” (Cf. Fl 2, 6-8).

Arautos no Brasil traz notícias sobre atividades dos Arautos do Evangelho em todo o País, em Curitiba, Cuiabá e Nova Friburgo, com destaque para a visita realizada por participantes do Curso de Formação Teológica, ao Hospital Geriátrico Dom Pedro II, no Bairro do Jaçanã, na capital paulista.

A seção Arautos no Mundo  traz inúmeras atividades desenvolvidas pelos Arautos na Colômbia, Peru, Equador, além da peregrinação da imagem peregrina em Honduras.

A Irmã Maria Teresa Ribeiro Matos, EP apresenta a extraordinária vida de São Martinho de Porres. Nascido a 09 de dezembro de 1579, em Lima, no Peru, este grande santo, “misto de fidalgo e homem do povo, suas virtudes esplendecentes contribuíram para conferir à civilização peruana do seu tempo uma beleza e uma ordenação católicas até hoje insuperáveis”. Entrou para o Convento do Rosário, dos dominicanos, com apenas 14 anos, exercendo as mais simples funções, por exemplo, tarefas domésticas, como “varrer salões e claustros, a enfermaria, o coro e a igreja da grande propriedade, que abrigava por volta de 200 religiosos, entre noviços, irmãos leigos e doutos sacerdotes”. A visão sobrenatural de Frei Martinho “fazia-o compreender bem a glória que há em servir, à imitação do próprio Cristo Jesus, que Se encarnou para nos dar exemplo de completa submissão”. A humildade extraordinária e sua intensa espiritualidade fizeram com que a Providência permitisse ao santo realizar, ainda em vida, incontáveis milagres. Com “o exemplo de sua vida ele nos demonstra ser possível alcançar a santidade pelo caminho que Cristo nos ensina: amando a Deus, em primeiro lugar, com todo o coração, com toda a alma e com toda a mente; e, em segundo, ao próximo como a nós mesmos”.

A Palavra dos Pastores deste n. 143, traz artigo assinado por Dom Javier Echevarría Rodríguez, Prelado do Opus Dei, intitulado Batismo e Reconciliação, no qual comenta que o “Sacramento do Batismo nos introduz na grande família dos filhos de Deus. E quando dela nos excluímos, pelo pecado mortal, o da Reconciliação nos regenera, limpa e purifica”.

Em Histórias para crianças… ou adultos cheios de Fé? Maria Beatriz Ribeiro Matos narra as provações do jovem Gustavo que, órfão de pai e mãe, em seus momentos de maior provação espiritual, foi socorrido por Maria Santíssima. Nunca se ouviu dizer… uma bela história, a partir da página 46.

É certamente possível elevar nossa alma, buscando as coisas do alto, mesmo quando estamos realizando as tarefas mais simples do dia-a-dia. É o que demonstra Fahima Spielmann no artigo Pináculo de pedra, auge de amor. Exemplo extraordinário dessa disponibilidade para Deus é a vida de Santa Teresinha do Menino Jesus, a qual, mesmo sem sair do Convento, realizou obras grandiosas.

Com suas fotos e ilustrações de muito bom gosto e sua qualidade gráfica, o número 143, da Revista Arautos do Evangelho de Novembro de 2013 tem ainda muitas outras seções, por exemplo Aconteceu na Igreja e no mundo que traz as principais notícias do mundo católico. É a melhor companhia que a família católica pode desejar!

Por isso, querido leitor, queremos convidá-lo a maravilhar-se com a Revista Arautos do Evangelho em sua totalidade! Leia a Revista em família, em suas reuniões de Grupo e nas horas vagas do seu trabalho. A Revista Arautos é cultura católica de primeira qualidade.

Faça a sua assinatura, contatando a Sede Regional dos Arautos, em Maringá, através do telefone (44) 3028-6596, ou através deste BLOG e daremos as informações detalhadas

Salve Maria! Até o próximo mês.

Por João Celso

A Revista Arautos do Evangelho nasceu em 2002, um ano após os Arautos receberem do Papa a aprovação Pontifícia.

Com o intuito de levar aos lares do mundo inteiro a Palavra de Deus, as principais notícias da Igreja e um conteúdo completo baseado nos ensinamentos da Santa   Sé, a Revista Arautos traz em suas páginas artigos para todas as idades e visa, sobretudo, a formação católica da família.

A Revista Arautos é instrumento de evangelização e expressa o carisma dos Arautos do Evangelho”.

(www.revistacatolica.com.br)

By

Tarde de Louvor com Maria em Maringá

A Salvação do gênero humano começou com uma visita: o Arcanjo Gabriel saudando Nossa Senhora e convidando-a para participar do mais alto acontecimento da História da humanidade: a Encarnação do Verbo Divino que seria seguida mais tarde por sua pregação, paixão, morte e ressurreição. É impressionante, mas no Domingo do dia 27 de Outubro, alguns filhos tiveram o privilégio de serem visitados pela graça e convidados para passar uma tarde com a Mãe de Deus. Foi a Tarde de Louvor com Maria na Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe em Maringá.

A Tarde com Maria começou com a chegada da Imagem de Nossa Senhora de Fátima, próxima ao bairro Borba Gato.

Uma interessante palestra do Arauto Cícero Sobreira de Souza, que já esteve em missão em vários países, sobre “A Devoção a Nossa Senhora e o Apostolado do Oratório no contexto do Ano da Fé”, mostrando que através da Fé na intercessão de Nossa Senhora e realmente confiando em sua misericórdia e poder, todos podemos alcançar quaisquer graças, inclusive nossa própria conversão e santificação.

Em seguida, houve a entrada da Banda e Coro dos Arautos, com membros de Maringá e São Paulo. Foram apresentados os instrumentos musicais, comparando-se sua atuação no conjunto com as várias psicologias e personalidades que compõem as sociedades humanas, como por exemplo, as pessoas que compõem uma Paróquia. O público participou com muito entusiasmo.

Passou-se à imposição dos escapulários de Nossa Senhora do Carmo para o público, devido às graças especiais que a Igreja concede ao uso deste sacramental.

A Celebração Eucarística, presidida pelo Revmo. Pe. Takeshi, EP, com a participação do Setor Feminino dos Arautos de Maringá, trouxe o conforto da Palavra de Deus e o auge da união com Nosso Senhor Jesus Cristo, no momento da Comunhão, união esta que é também o fim e o auge da devoção a Maria.

Convidados a consagrar seus corações ao Imaculado Coração de Maria, os fiéis participaram da solene coroação da Imagem de Nossa Senhora de Fátima. Após aproximar-se das pessoas se deslocando em uma pequena caminhada dentro da Igreja, a imagem partiu, acompanhada por todos, que portavam tochas e velas, para a Procissão Luminosa nas ruas do bairro com músicas executados pelo Coro e Banda dos Arautos do Evangelho e a oração do terço.

Vale ressaltar que, durante toda a Tarde de Louvor com Maria, sacerdotes atenderam os fiéis em confissões, o que foi ocasião de muitas graças.

Terminada a Procissão, todos voltaram para suas casas sentindo uma suave e comunicativa alegria, além de uma fraterna benquerença que existe entre aqueles que têm a incomensurável graça de poderem ser filhos e devotos da Santíssima Virgem.

Temos certeza que Ela, no Céu, alegrou-se especialmente por ter sido realizada esta Tarde com Maria nesta Paróquia a qual Ela protege especialmente sob a invocação de Nossa Senhora de Guadalupe. Agradeçamos a graça de nos aproximarmos dela e podermos louvá-la e engrandecê-la, assim como de podermos aumentar em nós e nos outros esta devoção, para que um dia possa-se dizer que Ela reina “assim na Terra como no Céu”. Rezemos, pois, pelo Triunfo do seu Imaculado Coração prometido em Fátima.

Salve Maria!

Veja também, a respeito da Tarde de Louvor com Maria:

A “Cidade Canção” cantou um novo hino…

Admissão de novas terciárias dos Arautos na Tarde de Louvor com Maria em Astorga-PR

By

Tarde de Louvor com Maria em Astorga: explosão de fé, oração e entusiasmo junto à Mãe de Deus

Já imaginou, caro leitor, se você fosse convidado… talvez  por um anjo, para passar uma tarde com Jesus, José e Maria, na Casa de Nazaré? Com que transbordamentos de entusiasmo você iria correndo para lá, sem querer perder um só segundo do celestial convívio que ali se estabeleceria? Acredite, caro leitor, foi isso que se deu em Astorga na tarde do último Sábado de Outubro.

A Tarde com Maria começou às 14:30 com a gloriosa chegada da Sagrada Imagem no Trevo da Cidade, onde foi acolhida por uma multidão de fiéis com seus automóveis, prontos para iniciar a carreata que a conduziu calorosamente, em meio a cantos e fogos de artifício, até a Igreja de Nossa Senhora do Rocio.

Neste local iniciou-se uma interessante palestra do Arauto Cícero Sobreira de Souza, que já esteve em Missão em vários países, sobre “A Devoção a Nossa Senhora e o Apostolado do Oratório no contexto do Ano da Fé”, mostrando que neste período devemos especialmente cultivar esta virtude, que pode nos alcançar as maiores graças de Deus, desde que praticada com total confiança na bondade e misericórdia da Mãe de Deus.

Ao fim da palestra, a Banda e o Coro dos Arautos de Maringá, que contou com a colaboração  de membros  provenientes de São Paulo, entrou solenemente executando a primeira melodia da Apresentação Musical que se seguiu. Houve muita interação com o público, que foi convidado a participar de algumas músicas marcando o ritmo com palmas e, em uma peça de origem espanhola, a bradar os populares “olés”, típicos dessa nação.

Em meio ao clima de alegria, iniciou-se abençoada cerimônia em que duas novas Cooperadoras dos Arautos receberam a bela túnica que simboliza sua participação mais efetiva no movimento.

Passou-se à imposição dos escapulários de Nossa Senhora do Carmo para o público, que foi informado sobre as preciosas graças associadas a esta devoção. Após animado lanche, os participantes acompanharam a Imagem Peregrina até o imponente Santuário de Nossa Senhora Aparecida para uma Santa Missa, transmitida ao vivo pela TV Antares.

Seguiu-se então a Celebração Eucarística, presidida pelo Revmo. Pe. Antonio Carlos Colusso, EP, provindo de São Paulo, tendo a Liturgia contado com a participação dos membros do Setor Feminino dos Arautos de Maringá.

Após a bênção para os fiéis presentes e telespectadores da TV Antares, foi realizada a solene coroação da Imagem de Nossa Senhora de Fátima pelas duas neo-cooperadoras dos Arautos, em meio a efusivas manifestações e aplausos entusiasmados dos fiéis, que foram, neste momento, convidados a consagrar seus corações ao Imaculado Coração de Maria.

A imagem percorreu os corredores do recinto sagrado sendo especialmente aclamada por todos, partindo, em seguida, para a Procissão Luminosa, que percorreu as ruas da cidade recitando a oração do terço, entremeada por cânticos executados pelo Coro e Banda dos Arautos do Evangelho.

Terminada a Procissão, iniciou-se uma Vigília Noturna junto à Imagem Peregrina, numa manifestação de ardorosa Fé e devoção do povo de Astorga à Santa Mãe de Deus, que durou até a Missa das nove horas de Domingo.

Agradeçamos, Arautos e bom povo de Astorga, a oportunidade que tivemos de orarmos, louvarmos e glorificarmos à Virgem Santíssima na Terra, e pedimos, ó Mãe de Misericórdia, que nos ajude e ampare sempre, até o dia bendito em que também nós possamos participar, não apenas de uma tarde, mas de uma eternidade de louvores, associando-nos à sua glorificação pelos anjos, bem-aventurados e pela própria Santíssima Trindade, no Céu, e assim, estarmos mais juntos a Vós.

Salve Maria! E até a próxima Tarde de Louvor com Maria!

By

Frase da Semana – Santo Antônio de Pádua

“A caridade é a alma da fé, torna-a viva; sem o amor, a fé esmorece”

Santo Antônio de Pádua

(Sermões Dominicais e Festivos II)  (1)

A belíssima imagem de Santo Antônio de Pádua acima é venerada na Igreja de São Pedro Mártir, em Murano, na Itália e ilustra a contracapa da Revista Arautos do Evangelho do mês de Junho de 2013. Santo Antônio é um dos Santos mais populares da História da Igreja. Nasceu no ano de 1193 em Lisboa (por isso também é conhecido como Santo Antonio de Lisboa) e faleceu a 13 de Junho de 1231, com apenas 36 anos de idade. Alcançou grande fama de santidade já durante a vida. Foi canonizado pelo Papa Gregório IX, apenas um ano após a morte, tal a quantidade de milagres obtidos por sua intercessão.

“No último período de vida, Antônio pôs por escrito dois ciclos de ‘Sermões’, intitulados respectivamente ‘Sermões dominicais’ e ‘Sermões sobre os Santos’, destinados aos pregadores e aos professores dos estudos teológicos da Ordem franciscana”. (2)

A Frase da Semana é extraída de um desses Sermões. (3) O grande Santo Antônio nos transmite pensamentos profundos e cheios de substância.

Tal é a atualidade de seus ensinamentos, que esta frase deve nos guiar durante este Ano da Fé para chegarmos à prática da verdadeira Caridade. Isto poderemos obter rezando a este grande Santo, pois “só uma alma que reza pode realizar progressos na vida espiritual: é este o objeto privilegiado da pregação de Santo Antônio. Ele conhece bem os defeitos da natureza humana, a nossa tendência a cair no pecado, e portanto exorta a continuar a combater a inclinação da avidez, do orgulho, da impureza, e a praticar as virtudes da pobreza e da generosidade, da humildade e da obediência, da castidade e da pureza”. (4)

Santo Antônio, Rogai por nós!

________________

(1) Santo Antônio de Pádua. Apud Papa Bento XVI. Audiência Geral de 10/02/2010. Disponível em: http://www.vatican.va/holy_father/benedict_xvi/audiences/2010/documents/hf_ben-xvi_aud_20100210_po.html
(2)Papa Bento XVI. Audiência Geral de 10/02/2010. Disponível em: http://www.vatican.va/holy_father/benedict_xvi/audiences/2010/documents/hf_ben-xvi_aud_20100210_po.html
(3) Idem
(4) Idem

By

Arquidiocese de Maringá promoverá adoração e missa na Catedral pelo Ano da Fé

Maringá (Terça-Feira, 28/05/2013, Fonte: Gaudium Press) A Arquidiocese de Maringá, no Estado do Paraná, realizará no próximo domingo, dia 2 de junho, às 12h, uma celebração eucarística por ocasião do Ano da Fé, na Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória. Presidida pelo arcebispo metropolitano, dom Anuar Battisti, a missa será antecedida pela adoração ao Santíssimo Sacramento, que ocorrerá às 11h, e contará com a participação dos movimentos e pastorais da região.

custodia.jpg

É importante destacar que a arquidiocese de Maringá promoverá esse momento de oração e comunhão com o Senhor num gesto de unidade com a Igreja Católica no mundo inteiro que, no mesmo horário, estará em adoração ao Santíssimo, juntamente com o Papa Francisco, na Basílica de São Pedro. Juntamente com o Santo Padre, todo os fiéis católicos são convidados a adorar, louvar e agradecer a Jesus presente no seu sacramento de amor, a Eucaristia.

A data foi escolhida pelo Papa Bento XVI, mas a iniciativa é organizada pelo Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização no âmbito das atividades programadas para o Ano da Fé. O Vaticano pede que, na medida do possível, todas as paróquias promovam este momento de adoração junto a Jesus vivo no Santíssimo Sacramento do Altar. A Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória fica localizada na Avenida Tiradentes, Zona 01, em Maringá. Mais informações pelo telefone (44) 3227-1993.

Ano da Fé

Com a Carta Apostólica Porta Fidei (Porta da Fé), o Papa Bento XVI, proclamou o Ano da Fé, que começou no dia 11 de outubro de 2012, no cinquentenário da abertura do Concílio Ecumênico Vaticano II, e aniversário de vinte anos da publicação do Catecismo da Igreja Católica, e terminará na Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, no dia 24 de novembro de 2013.

No transcorrer do Jubileu áureo do início do Vaticano II, o Ano da Fé quer ser para os cristãos uma ocasião para meditar a aprofundar o conteúdo da fé cristã e católica e, ao mesmo tempo, possibilitar uma leitura aprofundada das constituições, decretos e declarações promulgados por Paulo VI e os Padres conciliares.

O Ano da Fé quer ser ainda uma ocasião propícia a fim de que todos os fiéis compreendam mais profundamente que o fundamento da fé cristã é o encontro com um acontecimento, com uma Pessoa que dá à vida um novo horizonte e, desta forma, o rumo decisivo.

Fundamentada no encontro com Jesus Cristo ressuscitado, a fé poderá ser redescoberta na sua integridade e em todo o seu esplendor. Também nos nossos dias a fé é um dom que se deve redescobrir, cultivar e testemunhar para que o Senhor “conceda a cada um de nós viver a beleza e a alegria de sermos cristãos. (FB)